Como escolher uma pós-graduação jurídica?

A área jurídica, talvez mais do que em outros ramos, devido à sua grande abrangência, exige um constante conhecimento e especialização. Mas, afinal, como escolher uma pós-graduação jurídica?

A fim de te ajudar a escolher uma pós-graduação que caiba no seu bolso, direcione melhor seus anseios e se dirija à sua área de atuação jurídica, a equipe do Blog do New Law preparou um artigo que te ajudará nesta jornada.

Como aprimorar sua carreira jurídica

O Direito possui a cátedra universitária com maior número de estudantes matriculados no país e, a cada ano, cerca de 1 milhão de novos advogados são formados em Direito no Brasil, segundo dados sobre a educação.  

Logo, para se destacar no mercado, é necessário especializar-se através de cursos jurídicos atualizados para se aprimorar na carreira jurídica

Faz-se necessário considerar também certos aspectos e analisar cuidadosamente diversas questões quando falamos de tipos de cursos jurídicos.

Isso porque o advogado, seja ele recém egresso da faculdade ou veterano, precisa se atualizar com um mercado em franca revolução tecnológica e que enfrenta desafios do chamado “Novo Direito” e do futuro do Direito. Já falamos sobre o futuro do Direito aqui no blog do New Law, porém, continue a leitura para saber mais.

Tipos de cursos jurídicos

No ensino superior voltado aos cursos jurídicos mais atualizados, existem cursos de pós-graduação tanto na modalidade lato sensu, isto é, voltada mais para o mercado de trabalho, quanto stricto sensu (mestrado e doutorado), ou seja, para quem deseja seguir a carreira acadêmica em universidades.

Na modalidade lato sensu normalmente são ofertados cursos de especialização, os quais capacitam e atualizam o estudante ou profissional que está inserido no mercado de trabalho. 

Diferente de uma graduação comum, que é generalista, o curso de especialização  dá ao candidato habilidades técnicas e especificidades sobre um determinado tema, com estudos nas mais diversas áreas de conhecimento.

Ainda na modalidade lato sensu, que é bem mais abrangente que a stricto sensu, existe o MBA (Master in Business Administration), que é um curso que nasceu no berço da Administração e que é voltado mais para gestão – até mesmo na área jurídica

Um adendo digno de atenção é que é preciso ter faculdade para fazer curso de especialização ou MBA. Isso porque eles são pós-graduação, que você faz após concluir o ensino superior formal, seja bacharelato (4 ou 5 anos em média), licenciatura (3 anos em média) ou mesmo graduação tecnológica (2 anos em média).

Ademais, existem os já conhecidos cursos livres, que fazem parte da modalidade da chamada Educação Profissional. 

Como o próprio nome indica, estes são cursos livres para serem cursados quando e onde quiser. E, apesar de não serem reconhecidos pelo Ministério da Educação (MEC), eles possuem base legal (Decreto nº 5.154/04 e Portaria Nº 008/02). 

Os cursos livres, no entanto, possuem um tempo menor no que tange à conclusão em comparação às pós-graduações. Isso porque, normalmente, a carga horária de uma pós-graduação é de cerca de 360h, horas definidas pelo próprio MEC. 

De todas as opções, as mais procuradas pelos estudantes quando falamos de aspirações para aprimoramento da carreira profissional, são os cursos livres e as pós-graduações lato sensu.

Conheça agora as vantagens de estudar presencialmente ou online.

Curso online versus presencial

Essa é uma dúvida de muitos que querem fazer um curso na área jurídica. Com a pandemia do novo coronavírus (Covid-19), o mundo mudou. Conceitos como home office e cursos à distância tornaram-se, mais do que nunca, parte do nosso dia a dia.

As vantagens do curso presencial são a aproximação do professor, material didático físico, contato com colegas de turma e facilidade de tirar suas dúvidas cara a cara com o mestre.

Já as vantagens de um curso online, seja livre ou pós-graduação, são flexibilidade de horário, mensalidades mais acessíveis, possibilidade de estudar quando e onde quiser e no conforto de sua casa, dentre outras. 

O que você precisa saber para escolher sua área ideal no Direito?

Fazer uma pós-graduação em uma seara tão abrangente como o Direito pode ser um desafio. Por um lado, pode ser difícil escolher dentre a infinidade de cursos na área jurídica

A dica, porém, é escolher por “micro áreas”, pois a tendência é que os estudantes gostem de certas áreas afins, como Constitucional e Administrativo, e não gostem de outras não tão relacionadas, como Tributário e Empresarial, por exemplo.

É preciso então levar em consideração diversos fatores, especialmente aquela área a qual você possui maior afinidade e que também oferece melhores oportunidades no mercado de trabalho. 

 Deste modo você, trabalhando em algo que goste, poderá angariar cada vez mais destaque no mercado de trabalho e criar de modo veloz seu sucesso profissional, estando cada vez mais preparado em sua área de atuação escolhida.
Ficou curioso para saber se os cursos de pós-graduação online são permitidos para os estudantes de Direito? Clique aqui e aprofunde-se mais sobre o tema.